N.º 11 | Julho de 2010

Já decidiu o seu destino de férias? Se viajar para fora da Europa, os médicos recomendam a passagem por uma consulta de saúde do viajante, numa das 23 unidades de saúde em Portugal que disponibilizam o serviço. Seja para saber o que comer ou beber no destino de férias, ou para receber as vacinas indicadas e evitar doenças infecciosas que podem colocar a sua vida em risco. É o caso da malária, que no ano passado infectou 31 pessoas.
 

Os incêndios florestais são uma das principais catástrofes em Portugal. Constituem uma fonte de perigo para as pessoas e bens, além de provocarem danos ambientais. As causas são muito variadas, mas muitos dão-se por descuido humano.

As férias estão a chegar e com elas aumentam os perigos para os mais pequenos. Nos meses do Verão, quando estão longe da escola, a incidência de acidentes envolvendo crianças cresce exponencialmente. Os acidentes mais registados são as quedas, que representam cerca de 70% das ocorrências, as intoxicações e o afogamento.
O  papel dos pais para evitar ferimentos nas crianças é fundamental e as crianças  confiam nos adultos para os manter seguros e os proteger de todos os perigos. Mas será que saberia como agir se  o seu filho tivesse uma paragem respiratória? Se ele se engasgasse ou ingerisse um produto tóxico? E se ele se queimar? 

Tentando alcançar um bom equilíbrio entre a quantidade de calorias ingeridas e o valor nutricional de uma refeição chegam aos restaurantes portugueses os Menus 'AvantGarde'. Esta inovação, da iniciativa do chef português Henrique Sá Pessoa, pretende ajudar os empresários da restauração na elaboração de ementas "personalizadas, equilibradas e saudáveis para os clientes".

A temperatura sobe e com ela aumenta o desconforto no local de trabalho o que muitas vezes resulta numa diminuição da produtividade. Aqui ficam algumas sugestões para se manter fresco enquanto trabalha.